Publicado em 4 comentários

O Anel Atlante Original e a Energia Vital

O Anel Atlante Original capta a Energia Vital, conhecida como “prana”, “Chi”, QI ou “Sopro Divino”, a energia espiritual, que vibra e mantém a vida em equilíbrio.

A Energia Vital é amplamente divulgada nas várias linhas do conhecimento humano, mas o nosso conhecimento às vezes nos leva a aceitá-la de várias formas diferentes. O pensamento cartesiano ocidental tem uma abordagem já o conhecimento oriental tem outra abordagem, mais universal. Abaixo vou descrevê-la, de uma forma um pouco mais abrangente, e sua importância vital presente incluída nos seres humanos e em todos os outros seres.

A Energia Vital é a mesma conhecida como “Prana” na Índia ou “Chi” na China, ou QI no Japão. Embora os termos mudem, a essência do conhecimento é a mesma. Pode-se reportar um pouco mais como: Sopro Divino nas tradições nativas. O mais importante é como essa energia cria e mantém todos os seres vivos.

Continuar lendo O Anel Atlante Original e a Energia Vital

Publicado em 6 comentários

O pentagrama e o Anel Atlante Original

Anel Atlante-Pentagrama

O pentagrama é a mecânica que o Criador usa para executar o projeto do Universo

O Pentagrama sempre foi, em todos os tempos do conhecimento humano, o símbolo do homem renascido, do novo homem. Também é o símbolo do universo e de seu movimento eterno, por meio do qual acontece a manifestação do plano divino físico e etérico.

O homem que conhece e aprende a realizar o Pentagrama em seu microcosmo, em seu próprio mundo, permanece no caminho do despertar, expandir e transformação constante da sua consciência.

Continuar lendo O pentagrama e o Anel Atlante Original

Publicado em

Atlântida – a verdade à luz de Platão

A Atlantida narrada em “Crítias” pelo filósofo Platão, foi um dos primeiros textos afirmando a existencia da civilização Atlantida

O mundo descrito por Platão no Timeu e no Crítias. A ilha de Posídon foi representada aqui com cerca de 7,5 milhões de km² (aproximadamente o tamanho da Austrália), procurando refletir o que Platão provavelmente tinha em mente com “maior que a Líbia e a Ásia juntas”.

Continuar lendo Atlântida – a verdade à luz de Platão

Publicado em

A Civilização Atlântida e as civilizações contemporânea da terra

Essa é uma das boas teorias que podem ser comprovadas através das cidades e monumentos que antecedem a era cristã.

Na concepção teosófica, a Atlântida foi um grande continente que existiu e foi civilizado por mais de um milhão de anos e foi destruído pouco a pouco por quatro catástrofes sucessivas. A grande ilha descrita por Platão teria sido apenas seu último resíduo, desaparecido em 9564 a.C. O apogeu dessa civilização teria ocorrido entre 1.000.000 a.C. e 900.000 a.C. e teria sido caracterizado por uma avançada tecnologia mágica, baseada em uma energia psíquica chamada vril, com a qual teriam sido construídos barcos voadores, criadas novas espécies de plantas e animais, evitadas as eras glaciais e transmutados os elementos, inclusive metais comuns em ouro e prata.

Continuar lendo A Civilização Atlântida e as civilizações contemporânea da terra

Publicado em

O Ouro e a prata no Anel Atlante Original


O Anel Atlante Original em ouro e prata representa a dualidade desde o átomo até a formação das galáxias

O ouro e a prata no Anel Atlante Original representam a dualidade existente desde a menor partícula como o átomo até a formação e movimento das galáxias. Tudo no Universo só é possível com a junção das duas forças, assim como só é possível a formação do ser humano com a junção das forças masculina e feminina.

Continuar lendo O Ouro e a prata no Anel Atlante Original